Cooperando e crescendo com você



Milho: cotações seguem em baixa na Bolsa de Chicago durante esta sexta-feira

Demanda fraca atua no mercado


A Bolsa de Chicago (CBOT) segue apresentando desvalorizações para os preços internacionais do milho futuro nesta sexta-feira (04). As principais cotações registravam quedas entre 2,00 e 3,75 pontos por volta das 12h01 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,85 com desvalorização de 3,75 pontos, o março/20 valia US$ 3,97 com queda de 3,50 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,02 com perda de 3,25 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 4,06 com baixa de 2 pontos.

Segundo informações da Farm Futures, os preços do milho são mais baixos em uma sessão levemente negociada.

“As notícias de demanda fraca continuam suspensas nas tentativas de recuperação. As vendas de exportação informadas na quinta-feira melhoraram, mas ainda estão abaixo da taxa prevista pelo USDA para a safra de 2019. O total de compromissos está no ponto mais baixo em 17 anos, já que os compradores recebem o que resta de uma grande safra no Brasil a preços mais baixos”, aponta o analista sênior de grãos da Farm Futures, Bryce Knorr.

B3

A bolsa brasileira também opera em queda nesta sexta-feira, com as principais cotações registrando desvalorizações entre 0,27% e 0,39% por volta das 12h05 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/19 era cotado à R$ 40,05 com queda de 0,27%, o janeiro/20 valia R$ 41,01 com baixa de 0,39% e o março/20 era negociado por R$ 41,25 com perda de 0,36%.

A Agrifatto Consultoria aponta que as cotações do milho devolveram os ganhos da última semana, com o contrato para janeiro/20 abrindo o pregão hoje ao redor de R$ 41,00/sc.

“Por fim, o câmbio segue sua trajetória de baixa, acumulando queda de 2,16% desde o início desta semana. A parcial para o dólar em R$ 4,06 é o menor patamar em 3 semanas”, dizem os analistas.

https://www.noticiasagricolas.com.br/

Publicado em 04/10/2019


COPERACEL 2017